sexta-feira, 8 de março de 2013

TODOS OS DIAS SÃO DAS MULHERES


Dia Internacional da Mulher  -  8 de Março


    




A  versão mais conhecida a respeito da escolha do  dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher está ligada a uma  homenagem  acerca de 130 operárias mortas em um incêndio que teria ocorrido em uma fábrica têxtil de Nova Iorque, nos Estados Unidos em 1857. Para muitos pesquisadores essa história não passa de uma ficção.Em 1982 as pesquisadoras francesas Françoise Picq e  Liliane Kandel demonstraram que a famosa greve feminina de 1857, em que estaria a origem da data, simplesmente não aconteceu, não vem noticiada e nem mencionada em qualquer jornal norte-americano, mas todos os anos milhares de órgãos de comunicação contam a história como sendo verdadeira.


Tirando as controvérsias, o que ficou como sendo verdade é a história de que no dia  8 de março de 1857, várias  operárias de uma fábrica de tecidos, situada em Nova Iorque (EUA), fizeram uma grande greve e ocuparam as instalações dessa fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como: redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. Porém, a manifestação foi reprimida com uma brutal violência e cerca de 130 operárias foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada.

 Em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou estabelecido  que o dia 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem às mulheres que morreram na fábrica em 1857. Somente no ano de 1975, por meio de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas - ONU.

A questão importante não é uma data a ser comemorada, mas, sim, o fato de que o papel da mulher em toda a história humana foi de relevante primazia. Todos os dias do ano devem ser dedicados à mulher. Na verdade, essa data não foi criada apenas para se comemorar um dia e dedicá-lo à mulher. Esse dia existe para que não nos esqueçamos de que as atrocidades contra as mulheres ainda existem.

No século XXI, não ateamos fogo em fábricas com mulheres ainda lá dentro, mas todos os dias vemos notícias de barbáries cometidas  contra aquelas que nos trazem ao mundo, por que, até o mais cruel dos ditadores, o bandido mais sórdido, o político mais corrupto, teve de nascer do  ventre de uma mulher. Mulheres são mortas todos os dias, mulheres são humilhadas, espancadas, ultrajadas em todos os cantos do planeta.

O  dia 8 de março é apenas um símbolo, mas que nos sirva de alerta: qualquer nação que queira crescer economicamente e socialmente tem que respeitar mais o papel da mulher em todas as suas manifestações. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe, um dia terminar com o preconceito e a desvalorização da mulher.

Nosso país tem muito ainda a melhorar nesse quesito. Somente no ano de 1932, no governo Vargas, foi que a mulher teve o direito a votar pela primeira vez. Hoje temos uma mulher como presidente de nossa nação, mas ainda é pouco. Uma das mais claras demonstrações do machismo em nosso país é o fato de que temos na Câmara dos Deputados, aproximadamente, 9% de mulheres. ,No Senado Federal a situação não é muito diferente. Dos 81 senadores, cerca de 13,5% são mulheres, ou seja, 11 senadoras.

 No Ranking mundial, feito pela Interparlamentar da ONU, o Brasil encontra-se no 181º lugar, atrás de países como a Namíbia, Moçambique, Paraguai e Argentina. É algo impressionante. Somos 513 deputados e, destes, até a presente data, apenas 47 são mulheres. A sub-representação da mulher em nosso país ainda nos remete a esse desconforto de representatividade política.Essa situação não nasceu agora, vem desde o Brasil colônia e se perpetua até hoje.

A população brasileira é de maioria feminina, são quase 4 milhões de mulheres a mais.CARA MULHER, faça valer os seus direitos! Não seja subserviente ao homem! Não existem barreiras ou limites para o seu talento. Homens e mulheres são, antes de mais nada, seres humanos.TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI.



Prof Kléber

    

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário