segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

NELSON MANDELA : VIDA E OBRA

A VIDA E A OBRA DE NELSON MANDELA:

NASCIMENTO E MORTE:

        Nelson Rolihlahla Mandela, ou simplesmente MANDELA, como era chamado, foi um dos mais importantes homens do século XX e desse início de século XXI. Nascido na África do Sul, esse importante político lutou contra o sistema de apartheid em seu país. Nasceu em 18 de julho de 1918 na cidade de Qunu (África do Sul). Mandela, formado em direito, foi presidente da África do Sul entre os anos de 1994 e 1999. Faleceu em 05/12/2013 na cidade de Johanesburgo.

A LUTA CONTRA O APARTHEID:
Nelson Mnadel ficou munidalmente conhecido por sua luta contra o APARTHEID, um dos regimes mais perversos da história recente da humanidade. A palavra Apartheid (significa "vidas separadas" em africano) era um regime segregacionista que negava aos negros da África do Sul os direitos sociais, econômicos e políticos, dando a minoria branca o controle total sobre a mioria negra. 
        Embora a segregação existisse na África do Sul desde o século XVII, quando a região foi colonizada por ingleses e holandeses, o termo passou a ser usado legalmente em 1948. Esse perverso regime denominado Apartheid era uma forma de governo controlado pelos brancos de origem europeia (holandeses e ingleses), que criavam leis e governavam apenas para os interesses dos brancos. Aos negros eram impostas várias leis, regras e sistemas de controles sociais. 

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO APARTHEID:

- Era proibido o casamentos entre brancos e negros - 1949.
- Todos os cidadãos da África do Sul eram obrigados a fazer uma declaração de registro de cor  , onde se enquadrariam  em três grupos básicos : branco, negro ou mestiço
- Era proibido a circulação de negros em determinadas áreas das cidades
- Foram determinados a criação dos bantustões , ou seja bairros só para negros
- Existiam inúmeras proibições aos negros no uso de determinadas instalações públicas (bebedouros, banheiros públicos)
- Foi criado um sistema diferenciado de educação para as crianças dos bantustões

-ALGUMAS LEIS DO APARTHEID:
1948
Lei de Proibição de Casamentos Mistos 

1950 
Emenda à Lei de Imoralidade: tornou ato criminoso uma pessoa branca ter relações sexuais com uma pessoa de raça diferente.
A Lei de Registro Populacional: exigia que todos os cidadãos se registrassem como negros, brancos ou mestiços.
A Lei de Supressão ao Comunismo: eliminava qualquer partido de oposição ao governo que o governo decidisse catalogar como "comunista".
Lei de Áreas de Agrupamento ("Group Areas Act"): impediu o acesso de pessoas de algumas etnias de várias áreas urbanas.

1951 
Lei da Auto-determinação dos Bantu ("Bantu Self-Government Act") - Esta lei estabelecia as chamadas "Homelands" ( conhecidos no Brasil como "Bantustões") para as dez diferentes etnias, onde eles podiam morar e posuir propriedades.

1953 
Lei de Reserva de Benefícios Sociais Separados: proibiu pessoas de diferentes etnias de usar as mesmas instalações públicas como bebedouros, banheiros e assim por diante.
Lei de Educação Bantu: trouxe várias medidas explicitamente criadas para reduzir o nível de educação recebida pela população negra.

1956 
Lei de Minas e Trabalho: formalizava a discriminação racial no emprego.

1958
Lei de Promoção do Auto-Governo Negro: criou "pátrias" nominalmente independentes para pessoas negras. Na prática, o governo sul-africano tinha uma influência forte sobre uma "Homeland" ou um "Bantustão"

1971 
Lei de Cidadania da Pátria Negra: mudou o estatuto dos nativos das 'pátrias' de forma que eles não fossem mais considerados cidadãos da África do Sul, não tendo assim mais nenhum direito associado a essa cidadania.
O APARTHEID:


Desde as grandes navegações  que a África do Sul foi palco de interesses europeus.A partir do século XIX e XX, a África do Sul passou a sofrer uma disputa mais acirrada entre holandeses e ingleses. Após a Guerra dos Boeres (1902) passaram a definir a política de segregação racial como uma das fórmulas para manterem o domínio sobre a população nativa. Esse regime de segregação racial - conhecido como apartheid - começou a ficar definido com a decretação do Ato de Terras Nativas e as Leis do Passe.

Desde o início do século XX que a região passou a adotar leis bem radicais , onde os negros eram sumetidos ao controle de uma minoria branca.Um exemplo dessa situação foi o chamado "O Ato de Terras Nativas", que  forçou o negro a viver em reservas especiais, criando uma gritante desigualdade na divisão de terras do país, já que esse grupo formado por 23 milhões de pessoas ocuparia 13% do território, enquanto os outros 87% das terras seriam ocupados pelos 4,5 milhões de brancos.

Por essa lei, os negros ficavam proibidos de comprar terras fora da área delimitada, impossibilitando-a de ascender economicamente ao mesmo tempo que garantia mão de obra barata para os latifundiários brancos.Nas cidades eram permitidos aos negros que executassem trabalhos essenciais, mas viviam em áreas isoladas (GUETOS). As "Leis do Passe" obrigavam os negros a apresentarem  o passaporte para poderem se locomover dentro do território , para obter emprego.

        Mas a situação ficaria dramática a partir de 1948, quando os Afrikaaners (brancos de origem holandesa) através do Partido Nacional assumiram o controle hegemônico da política do país, a segregação consolidou-se com a catalogação racial de toda criança recém nascida, com a Lei de Repressão ao Comunismo e com a formação dos Bantustões em 1951, que eram uma forma de dividir os negros em comunidades independentes, ao mesmo tempo em que estimulava-se a divisão tribal, enfraquecia-se a possibilidade de guerras contra o domínio da elite branca.

      Durante toda a década de 1950, Nelson Mandela foi um dos principais membros do movimento anti-apartheid. Participou da divulgação da “Carta da Liberdade”, em 1955, documento pelo qual defendiam um programa para o fim do regime segregacionista. 

       Com todas essas leis e o autoritarismo absurdo do Apartheid, também crescia a organização de mobilizações das populações negras tendeu a crescer:em 1960 cerca de 10.000 negros queimaram seus passaportes no gueto de Sharpeville e foram violentamente reprimidos. Nesse período muitos fatos importantes começaram a ocorrer na África do Sul , onde podemos destacar: 

         -Inúmeras greves e manifestações surgem em todo o país e                 são combatidas de forma violenta pelo exército nas ruas.
         -Ocorreu a ruptura com a Comunidade Britânica (1961)
         -Foi fundada a chamda  Lança da Nação, braço armado do CNA

       
        Nelson Mandela sempre defendeu a luta pacífica contra o apartheid. Porém,mudou seu modo de pensar  21 de marco de 1960, uma vez que nesse dia policiais sul-africanos atiraram contra manifestante negros, matando 69 pessoas. Este dia, conhecido como “O Massacre de Sharpeville”, fez com que Mandela passasse a defender a luta armada contra o sistema. 

          No ano de 1961, Mandela tornou-se comandante do braço armado do CNA, conhecido como "Lança da Nação" e passou a buscar ajuda financeira internacional para financiar a luta. Porém, em 1962, foi preso e condenado a cinco anos de prisão, por incentivo a greves e viagem ao exterior sem autorização. Em 1964, Mandela foi julgado novamente e condenado a prisão perpétua por planejar ações armadas.

        Mesmo na prisão, Mandela conseguiu enviar cartas para organizar e incentivar a luta pelo fim da segregação racial no país. Neste período de prisão, recebeu apoio de vários segmentos sociais e governos do mundo todo.

        O Apartheid vigorou até o ano de 1990. Com o aumento das pressões internacionais, o então presidente da África do Sul, Frederik de Klerk solicitou, em 11 de fevereiro de 1990, a libertação de Nelson Mandela e a retirada da ilegalidade do CNA (Congresso Nacional Africano).

Em 1993, Nelson Mandela e o presidente Frederik de Klerk dividiram o Prêmio Nobel da Paz, pelos esforços em acabar com a segregação racial na África do Sul. Em 1994, Mandela assumiu a presidência da África do Sul, tornando-se o  presidente do país. Mandela tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul. Governou o país até 1999, sendo responsável pelo fim do regime segregacionista no país e também pela reconciliação de grupos internos. 

Com o fim do seu mandato em 1999, Nelson Mandela afastou-se da política dedicando-se a causas de várias organizações sociais em prol dos direito humanos. Recebeu diversas homenagens e congratulações internacionais pelo reconhecimento de sua vida de luta pelos direitos sociais.

        Depois de tantas lutas e com a saúde abalada devido a complicações geradas por uma infecção respiratória, Nelson Mandela morreu em 05 de dezembro de 2013, aos 95 anos de idade. Com sua morte o mundo perdeu uma importante referência histórica da luta pelos direitos humanos e contra a discriminação e o preconceito racial. Desde  2010, é celebrado em 18 de julho de cada ano o Dia Internacional de Nelson Mandela. A data foi definida pela Assembleia Geral da ONU e corresponde ao dia de seu nascimento.


FRASES DE NELSON MANDELA:


- "Sonho com o dia em que todas as pessoas levantar-se-ão e compreenderão que foram feitos para viverem como irmãos." 

- "Uma boa cabeça e um bom coração formam uma formidável combinação."
- "Não há caminho fácil para a Liberdade." 

- "A queda da opressão foi sancionada pela humanidade, e é a maior aspiração de cada homem livre."
- "A luta é a minha vida. Continuarei a lutar pela liberdade até o fim de meus dias." 

- "A educação é a arma mais forte que você pode usar para mudar o mundo." 



Professor Kléber Caverna

VEJAM OS 12 FATOS DA GEOPOLÍTICA MUNDIAL MAIS MARCANTES DE 2013 SEGUNDO A REVISTA NEW YORKER


CLICK NO LINK A SEGUIR PARA TER ACESSO A REPORTAGEM:]




.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

DEZ TEMAS DE BRASIL EM ATUALIDADES - 2013


DEZ TEMAS DE BRASIL EM ATUALIDADES 2013

REVISÃO DE ATUALIDADES PROFESSOR KLÉBER CAVERNA


FATOS MARCANTES DE 2013  -   PROFESSOR KLÉBERCAVERNA

DEZ TEMAS DE BRASIL EM ATUALIDADES -  2013



1-UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS FATOS DEMOGRÁFICOS DO BRASIL

-O IBGE divulgou nesse início do segundo semestre de 2013 que a população do Brasil é de 201.032.714 habitantes da irá aumentar para  212,1 milhões em 2020, até alcançar o máximo de 228,4 em 2042. 

-Nosso país também esta vivenciando uma significativa queda da taxa de natalidade e o aumento da expectativa de vida, onde em 2060 o Brasil tenha dois habitantes com mais de 65 anos para cada criança. 

-Em 2013, a média é que cada mulher tem 1,77 filho, tendo sido projetado para 1,61 filho em média por mulher em 2020 até atingir 1,5 filho em média por mulher em 2030.

- Nossa expectativa de vida, segundo o IBGE, vai aumentar. Em 2013, o bebê nasce com expectativa de viver 71,2 anos se for menino e 74,8 anos se for menina.

- A população brasileira está mais urbanizada, sendo que 84,4% vivem nas cidades, ou seja,160.879.708 de habitantes. 
-Com uma população de 190,7 milhões(censo 2010), o Brasil tem 84,4% de seus habitantes morando nas cidades e quase 40% das famílias chefiadas por mulheres. 

2-O GARGALO ENERGÉTICO DO BRASIL

-Nossa matriz energética é predominantemente composta por fontes não renováveis(petróleo,gás natural,carvão mineral e energia nuclear), apesar que as fontes renováveis(bioenergia,hidrelétricidade,eólica e solar) também possuem uma ótima fatia da nossa matriz.

-A descoberta de petróleo na camada de pré-sal pode colocar o Brasil como detentor da terceira maior reserva do mundo, atrás somente de Arábia Saudita e Canadá. Por outro lado, o Biocombustível , que é  originário de fontes renováveis da biomassa, como, por exemplo, o álcool e resíduos de madeira, o biodiesel vem aumentando cada vez mais sua participação na nossa matriz energética.

-O Brasil é uma das nações do mundo que mais constrói barragens, e está altamente dependente em hidreletricidade, com mais de  80% da sua energia elétrica proveniente de grandes represas. A construção de barragens no Brasil já provocou enormes impactos sociais e ambientais e  se estima que um milhão de brasileiros já sofreram impactos da construção de barragens, e que 70% dessas populações nem sequer receberam indenização para as suas perdas. As hidrelétricas que mais chamam a atenção da mídia são: Belo Monte(Rio Xingu –PA), Jirau e Santo Antônio(Rio Madeira – RO), Itapu( Rio Paraná – PR, fronteira com o Paraguai), Tucuruí(Rio Tocantins-PA).


 3-ROYALTIES / PRÉ-SAL / PETROBRAS

- O governo Dilma sancionou a lei que destina 75% dos royalties do petróleo para a educação e 25% para a saúde, e o  texto ainda prevê que 50% do Fundo Social do Pré-Sal também devem ir para as áreas da educação e saúde.

-A Lei dos Royalties obriga o governo federal, estados e municípios a aplicar esses recursos, obtidos como compensação ao Poder Público pela produção de petróleo, em duas áreas específicas: 75% para a educação e 25% para a saúde.

-A verba virá, em primeiro lugar, do que for auferido em royalties e participação especial de novos contratos com comercialidade declarada a partir de 3 de dezembro de 2012.Os royalties são tributos pagos ao governo federal pelas empresas que exploram petróleo como compensação por possíveis danos ambientais causados pela extração. Participação especial é reparação ligada a grandes campos de extração, como da camada pré-sal descoberta na costa brasileira recentemente.


4-TRANSPORTES E MOBILIDADE

-O Transporte e a mobilidade permanecem como sérios problemas no País.O problema é  causado devido a vários problemas, onde podemos dar destaque :o excesso de passageiros; ausência de várias modais interligando os vários tipos de transportes, o forte rodoviarismo em nosso país etc.

-O problema explicita a grave situação relativa aos transportes nas cidades brasileiras e desde as manifestações de junho deste ano no país o problema veio a tona com m ais furor. Por outro lado, toda essa situação explicita também a crítica fragilidade das medidas tomadas pelo poder público quanto ao assunto neste ano.A questão dos transportes e mobilidade no Brasil permanece não resolvida, e todas as medidas tomadas a esse respeito foram não apenas paliativas como insuficientes e tapeadoras.


5-MANIFESTAÇÕES DE JUNHO

-Os movimentos observados em nosso país em junho de 2013 representaram uma explosão repentina e momentânea da indignação generalizada a qual não se distinguiu por apresentar-se organicamente respaldada não tendo, portanto, garantida sua continuidade.

-A quantidade de pessoas que participou do protesto foi expressiva e estavam nas ruas fazendo cobranças por mudanças e acabou enveredando para críticas profundas a Copa das Confederações.

-Os brasileiros fizeram manifestações contra a corrupção e cobraram explicações do governo para o aumento da passagem de ônibus, para a corrupção e para os gastos com os estádios da Copa do Mundo.

-As manifestações tiveram sua origem em um protesto contra o aumento de ônibus que começou com poucas pessoas e acabou ganhando outras bandeiras e os brasileiros passaram a pedir mais mudanças na política em nosso país e até se sentindo não representados pelos políticos brasileiros.

6-BLACK BLOC E ANONYMOUS

-Os BLACK BLOCS: são um dos elementos mais polarizadores da série de protestos que ocorreram em junho passado e têm como ideologia questionar a ordem vigente – opõem-se ao capitalismo e à globalização. Sua principal arma é promover o dano material, e seus alvos costumam ser bancos, empresas e sedes de instituições públicas. A tática usada por eles  acaba  levando ao inevitável confronto com a polícia – e lhes rendendo a alcunha de vândalos, adotada por parte da imprensa e pelas autoridades brasileiras. No estado do Rio, onde estão mais presentes, uma lei foi aprovada no mês passado proibindo o uso de máscaras em protestos de rua. Eles dizem que  não agridem pessoas, mas símbolos do poder. Eles não se consideram violentos porque entendem que um objeto não é vítima de violência. Para eles, violenta é a polícia, que agride os manifestantes e, ao mesmo tempo, protege o patrimônio dos bancos.

-ANONYMOUS :  consiste em um grupo de hackers internacional e são considerados hackivistas, ou seja, ativistas da Internet. O Anonymous Brasil é considerado um dos responsáveis pela mobilização de milhares de brasileiros em 2013. Através das redes sociais, viralizaram o convite a população para manifestarem-se pacificamente contra o governo. Em outras palavras, um grupo descentralizado que atua de forma anônima. Pelas suas capacidades de descobertas e invasões, os hackivistas são apontados como sucessores dos WikiLeaks.O grupo, em grande parte, é composto por usuários de vários imageboards e fóruns da Internet. Sem um líder definido, e partido político claro, os hackivistas se comunicam por esses meios para coordenar as próximas ações.


7-A SAÚDE DO BRASIL

-Um dos temas mais polêmicos dos últimos meses é o Programa Mais Médicos, que  faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais.Nesse intuito o governo federal fez uma convocação de médicos para atuar na atenção básica de municípios com maior vulnerabilidade social e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), o Governo Federal garantirá mais médicos para o Brasil e mais saúde para você.A iniciativa prevê também a expansão do número de vagas de medicina e de residência médica, além do aprimoramento da formação médica no Brasil.

-As vagas foram oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros, interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais, porém, como não ocorreu o preenchimento de todas as vagas, o Brasil aceitou  candidaturas de estrangeiros, com a intenção de resolver esse problema, que é emergencial para o país.  Os municípios não podem esperar seis, sete ou oito anos para que recebam médicos para atender a população brasileira. Esta medida gerou muita controvérsia, principalmente envolvendo médicos estrangeiros , sendo mais precisamente os cubanos.

-O governo Federal afirmou que até abril de 2014, a meta é que 13 mil médicos participem do programa, formados no Brasil e no exterior. A se concretizar essa meta, o objetivo é atender 46 milhões de brasileiros, com qualidade. 

-É importante que destaquemos o fato do Brasil ser  o único país do mundo com mais de cem milhões de habitantes que se propõe garantir assistência médica e hospitalar gratuita para todos. Para que se torne realidade, o país enfrenta problemas que vão da má gestão dos serviços públicos à falta de médicos e outros profissionais da área da saúde, sobretudo nas regiões isoladas e mais pobres do país.

8-  MENSALÃO E SUAS REPERCUSSÕES

TEMAS IMPORTANTES:

-O Mensalão . como ficou popularizado, consistiu em um  esquema de compra de votos de parlamentares, deflagrado no primeiro mandato do governo de Luís Inácio Lula da Silva  , envolvendo políticos de vários partidos da base aliada do PT.

-Embargos Infringentes - Cabem embargos infringentes quando não for unânime o julgado proferido em apelação e em ação rescisória. Se o desacordo for parcial, os embargos serão restritos à matéria objeto da divergência. Para o julgamento dos embargos infringentes, nas Varas do Trabalho, é desnecessária a notificação das partes.

-São recursos previstos no regimento do Supremo Tribunal Federal e que levam a um novo julgamento do crime no qual o condenado tenha obtido ao menos quatro votos favoráveis. Esses recursos não constam de lei de 1990 que regulou as ações no Supremo e, por isso, houve dúvida sobre sua validade. O plenário entendeu, porém, que a lei não revogou a existência do recurso.


9- DESAFIOS NA POLÍTICA NACIONAL

-Esse é um dos grandes desafios para o nosso país e tem entre outras coisas em sua pauta: convocação de novas eleições em caso de cassação de mandato de prefeito e medidas para reduzir a burocracia na Justiça Eleitoral. O projeto também estabelece a permissão para a pré-campanha, em que os candidatos poderão assim se declarar nas próprias redes sociais e sites.

-Financiamento público de campanhas:
Outro tema difícil de se chegar a um consenso é o financiamento das campanhas , sendo que de acordo com a proposta, o governo federal reservaria um fundo a ser distribuído aos partidos de acordo com a proporção das representações no Congresso Nacional.

-Fim das coligações proporcionais
Esse tema também é muito polêmico e os  partidos ficam impedidos de se unirem para disputar eleições proporcionais nos cargos de vereador, deputado estadual e deputado federal. Essa medida é proposta porque com as coligações, quando um eleitor vota em determinado candidato de um partido, pode acabar elegendo indiretamente outro candidato, muitas vezes desconhecido e de outro partido.

-Unificação de eleições municipais e nacionais
Em nosso país as eleições ocorrem a cada dois anos, ora em âmbito municipal, ora em âmbito nacional. A nova proposta quer instituir eleições a cada quatro anos, unificando todos os pleitos. Uma das possibilidades apresentadas é que prefeitos tomem posse no dia 5 de janeiro; governadores, no dia 10 de janeiro; e o presidente da República assumiria o mandato no dia 15 de janeiro. Para ajustar o calendário eleitoral, vereadores e prefeitos eleitos em 2016 ficariam seis anos no cargo para que todas as eleições coincidam em 2022. Uma das justificativas para essa mudança é a de diminuir os gastos com eleições no país. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o gasto bruto verificado nas eleições municipais de 2012 foi de R$ 395,2 milhões.


  
10-ACONTECIMENTOS IMPORTANTES:

-A crise na OGX de Eike Batista, que ganhou fama internacional com sua intenção de construir um "império de energia, mineração e logística", mas nenhuma das empresas conseguiu se tornar lucrativa a tempo de fazer face aos bilhões em dívida que tomou no mercado. A fortuna do empresário, que chegou a superar US$ 30 bilhões no ano passado, agora é estimada em "bem menos" de US$ 1 bilhão.

-O leilão do Campo de Libra, o primeiro da área do pré-sal, terminou com apenas um consórcio vencedor. O grupo é formado pelas empresas chinesas CNOOC e CNPC, com 10% de participação cada, pela francesa Total, com 20%, pela anglo-holandesa Shell, com 20%, e a Petrobras, que garantiu fatia de 10% no consórcio além dos 30% aos quais tem direito como única operadora do pré-sal. O certame ocorreu pouco depois das 15 horas (horário de Brasília) no hotel Windsor, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em meio a diversos focos de protesto. 

-A Odebrecht Transport venceu o leilão da rodovia da soja, a BR-163 (MT), com um deságio de 52 por cento sobre o pedágio máximo definido pelo governo e menos de uma semana após ter conquistado a concessão do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

-Os consórcios vencedores do leilão dos aeroportos de Confins e do Galeão têm em sua composição operadoras dos aeroportos de Cingapura, Zurique e Munique.

- No dia 19 de setembro de 2013, 27 ativistas e mais dois jornalistas do Greenpeace foram presos desde 19 em São Petesburgo, quando foram abordados pela guarda-costeira russa, enquanto estavam no navio do Greenpeace Arctic Sunrise, que tinha bandeira holandesa. Os ativistas foram acusados à princípio de pirataria. Apesar da pena ter sido abrandada para vandalismo, oficialmente a acusação de pirataria não foi descartada pelo Ministério Público Russo. Se acusados, os ativistas terão de cumprir pena de sete anos.Entre os ativistas estava uma brasileira, Ana Paula Maciel, que foi libertada sob fiança.

- Ana Paula Maciel foi libertada no dia 20 /11 após o pagamento de fiança de 45 mil euros, o equivalente a R$ 140 mil. A bióloga foi presa no dia 19 de setembro junto com outros 29 ativistas durante protesto contra a exploração de petróleo no Ártico. Todos estão impedidos de deixar o país até que sejam julgados, mas podem circular livremente, pois não estão em prisão domiciliar. Ana Paula está alojada na casa de uma família de ativistas do Greenpeace, pois não quis ir para um hotel onde foram alojados os outros colegas libertados.


Prof. Kléber Caverna


.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

DEZ TEMAS MUNDIAIS EM ATUALIDADES 2013

REVISÃO DE ATUALIDADES PROFESSOR KLÉBER CAVERNA
FATOS MARCANTES DE 2013  -   PROFESSOR KLÉBERCAVERNA

DEZ TEMAS MUNDIAIS EM ATUALIDADES -  2013



1-ESPIONAGEM

-O CASO EDWARD SNOWDEN:

 O ex-técnico da CIA e da NSA é acusado de espionagem por vazar informações sigilosas de segurança dos Estados Unidos e revelar em detalhes alguns dos programas de vigilância que o país usa para espionar a população americana – utilizando servidores de empresas como a Google, Face,Apple – e vários países da Europa e da América Latina, entre eles o Brasil, inclusive fazendo o monitoramento de conversas da presidente Dilma com seus principais assessores.

-Snowden teve acesso às informações que vazou para a imprensa quando prestava serviços terceirizados para a Agência de Segurança Nacional (NSA) no Havaí. Suas informações foram entregues ao jornal britânico "The Guardian" e a reportagem foi assinada oi assinada pelo jornalista americano Glenn Greenwald.Logo depois, o jornal americano "The Washington Post" também publicou dados entregues por Snowden, que detalham um programa de vigilância secreta que reunia equipes de inteligência da Microsoft, Facebook, Google e de outras empresas do Vale do Silício. Atualmente , Snowden está sob asilo político na Rússia.

-A ESPIONAGEM CANADENSE:

Uma apresentação da Agência Canadense de Segurança em Comunicação (CSEC, na sigla em inglês), mostra que o Ministério de Minas e Energia foi alvo de espionagem. Na mira do órgão estava a rede de comunicações da pasta – telefonemas, e-mails e uso da internet –, que, segundo o documento, foi mapeada em detalhes 


2-SHUTDOWN

-Os EUA viveram a alguns dias de turbulências no mês de setembro e outubro. O processo  designado por shutdown (encerramento) e aconteceu pela primeira vez desde há 17 anos. No final de 1995 e no começo de 1996, durante a Administração Clinton, ocorreu o anterior processo de encerramento que durou 28 dias. O motivo desse congelamento das verbas do governo é o travamento da votação do orçamento no congresso americano. Um novo ano fiscal começou no dia de outubro, mas não houve consenso entre os dois partidos. Então, o novo orçamento ficou paralisado. Sem ele, o governo federal não pode repassar verba para seus órgãos e serviços.

-Durante o Shutdown vários  órgãos do governo americano tiveram que fechar as portas. Parques nacionais, museus, bibliotecas e até sites estão paralisados devido ao “shutdown”. E esse episódio é bem mais simples do que parece. Não é um esforço de guerra nem medo de terrorismo: é uma briga política entre republicanos e democratas. Tudo isso ocorreu devido a disputas políticas entre democratas e republicanos, que para  aprovar o orçamento, os republicanos exigiram que se enfraquecesse o sistema de subsídios à saúde conhecido como Obamacare.  Uma vez que o presidente Obama não tem uma maioria sólida para aprovar o orçamento sem os republicanos (principalmente entre os deputados), ocorreu esse impasse

3-PIIGS

-O grupo dos PIIGS é formado por Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha , sendo que esses países acabaram ficando com uma situação econômica muito crítica na zona do Euro , uma vez que houve certa irresponsabilidade fiscal por parte dos seus governos na última década – gastaram muito mais do que arrecadaram em impostos e aumentaram muito a dívida pública com relação ao PIB. Desde 2008 que a situação já estava complicada para três dos chamados PIG( PORTUGAL, IRLANDA e Grécia), e atualmente soma-se a esse grupa a Itália e a Espanha, formando assim os PIIGS).


-De modo geral a  expectativa geral do mercado internacional é que crescem as chances dos membros do PIIGS deixarem de pagar os juros e serviços de suas dívidas ou ainda não conseguirem honrar o resgate de títulos públicos. Tais expectativas aumentaram ainda mais, após a deflagração da crise na Grécia (cuja economia foi temporariamente “salva” graças a um aporte de capital da União Europeia, à renegociação de suas dívidas com seus principais credores e a um amargo e impopular pacote de corte nos gastos públicos.


4-PRIMAVERA ÁRABE

-A Primavera Árabe teve sua gênese na Tunísia, sendo um legítimo movimento popular iniciado da base para o ápice da pirâmide de poder. O movimento é fruto da insatisfação popular com Estados que nunca abriram espaço para manifestações de descontentamentos sociais e menos ainda canais reais de participação política para seus cidadãos.Suas principais causas foram: altos índices de desemprego na região; crise econômica;pouca ou nenhuma representação política da população;ditaduras;pouca liberdade de expressão.


-O que fez da Primavera um movimento inovador foi o uso de redes sociais na organização dos protestos;Facebook;Twitter;Participação da rede de TV Al Jazeera, na cobertura dos movimentos e o sistemas de telefonia celular para a delação dos envolvidos nos protestos.

-A Primavera Árabe saiu da Tunísia e foi para o Egito e derrubou Ozni  Mubarak, chegou à vizinha Líbia, onde foi bastante violenta. Muammar Kadhafi, que governava o país de forma ditatorial há mais de 40 anos, foi morto pelo rebeldes depois de sangrentos confrontos entre as forças favoráveis ao ditador e as contrárias.

-Na Síria, o clima ainda é de tensão. Como em outros países, os protestos contra o governo autoritário começaram pacíficos. No comando desde 2000, Bashar al Assad foi mais autoritário que o pai, Hafez al-Assad, que ficou no poder quase 30 anos. Bashar combateu de forma violenta os protestos, com bombardeios e tanques de guerra. A guerra civil no país já deixou mais de 100 mil mortos e milhares de refugiados. É a guerra mais longa e violenta da Primavera Árabe e ocorreu o uso de gás sarin na população, fato este que chocou a comunidade internacional.Atualmente a Síria permitiu que a ONU e a OPAQ(Organização para a Proibição das Armas Químicas ) para encontrarem e dar início a destruição dessas armas químicas.

5-BRICS

-No início era a sigla era BRIC , formada pelas letras iniciais de Brasil, Rússia, Índia e China, criada em 2001 pelo economista Jim O'Neill., que um estudo de previsão de crescimento econômico no mundo para os próximos cinquenta anos, e chegou à conclusão de que justamente essas quatro nações eram as que mais se destacavam. Nos últimos anos, vem crescendo a ideia de que o BRIC está tirando dos Estados Unidos, União Europeia e Japão - que chamamos de trilateral - o dinamismo da economia mundial.Juntas, as quatro nações respondem por 15% do produto interno bruto (PIB) do mundo e concentram cerca 40% da população total do planeta. "Brasil e Rússia possuem abundância de recursos naturais, enquanto China e Índia, de mão-de-obra. É isso que lhes dá esse potencial de crescimento.

-A partir de 2011, os sul-africanos ingressaram nesse acordo inter-regional, com o acréscimo do “S” maiúsculo ao final da sigla. É importante destacarmos que os BRICS não formam um bloco econômico e sendo assim  não há mercado comum, acordos comerciais e alfandegários e, tampouco, uma política necessariamente comum entre os seus integrantes.Trata-se de um conceito que está ligado aos grandes mercados emergentes, mas que nada diz sobre o modelo econômico ou a situação política e social de cada uma de suas quatro nações.

-Devemos destacar que no plano político, os países do BRICS estão cada vez mais próximos e apresentando atuações conjuntas. Em março de 2013, os países-membros debateram sobre a criação do Banco do BRICS, que será criado para fortalecer as suas economias e a de outros países subdesenvolvidos, em concorrência direta com o Banco Mundial (administrado pelo Reino Unido) e pelo FMI (comandado pelos EUA).


6-POLÍTICA AMBIENTAL

Década de 1960- nessa década surge o “Relatório do Clube de Roma”, redigido com a participação de representantes dos países industrializados com a proposta de “crescimento zero” , que seria muito discutido até a conferencia de 1972 em Estocolmo na Suécia.

1972– Conferência Sobre o Meio Ambiente Humano - Estocolmo ( Suécia) -  essa conferência foi realizada pela Assembléia Geral das Nações Unidas. É nessa época que surge a ideia de harmonizar justiça social, crescimento econômico e preservação ambiental através do conceito de “ecodesenvolvimento” para estabelecer uma relação positiva entre desenvolvimento e meio ambiente. Os países emergentes contrariados com a proposta do Desenvolvimento Zero, propuseram o chamado Desenvolvimento a qualquer custo.

1983- É criado a Comissão mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento

1986- Com o surgimento da Resolução CONAMA 001 no Brasil, muitos  projetos de empreendimentos com potencial impactante ao meio ambiente foram obrigados a elaborar o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) como parte do licenciamento para sua implantação e operação.

1987- RELATÓRIO BRUNDTLAND : a Comissão mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento publicou um relatório chamado “Nosso Futuro Comum”, conhecido também por Relatório “Brundtland”. O Relatório Brundtland, entende que os problemas ambientais e a busca pelo desenvolvimento sustentável estão diretamente ligados com o fim da pobreza, a satisfação básica de alimentação, saúde e habitação, a busca de novas matrizes energéticas que privilegiem as fontes renováveis e a inovação tecnológica.

1992 – RIO / ECO-92 - aconteceu a conferência que pode ser considerada o grande marco das discussões ambientais globais. A “ECO-92” como ficou conhecida a Conferência Mundial das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. Na “ECO-92” foram gerados alguns documentos importantes visando a concretização da proposta de desenvolvimento sustentável. Dentre eles destacam-se a “Carta da Terra” (Declaração do Rio de Janeiro sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento), a Convenção sobre Diversidade Biológica, a Convenção Marco sobre Mudanças Climáticas, a Declaração sobre Florestas e a Agenda 21, que é o documento mais amplo e aborda diretrizes, bem como roteiros detalhados para orientar governos, instituições das Nações Unidas e setores independentes em como efetivar a proposta de proporcionar o desenvolvimento com maior qualidade de vida através da preservação dos ecossistemas, mudando o rumo das atividades humanas no planeta.

1995-  COP 1-  reúne-se anualmente e o primeiro período de sessões da Conferência das Partes (COP–1) ocorreu em Berlim em 1995. A última COP foi na Polônia(Varsóvia).

1997 - PROTOCOLO DE KYOTO:  na cidade de Kyoto no Japão, foi assinado um novo componente da Convenção Marco sobre Mudanças Climáticas: o Protocolo de Kyoto.  O objetivo do protocolo é comprometer as nações mais industrializadas a reduzir no período de 2008 a 2012 as emissões de componentes que interferem no clima da Terra em 5,2% em relação aos índices de emissões de 1990.O Protocolo só foi ratificado em 16 de fevereiro de 2005.

2002 – RIO +10 - acontece a Conferência de Johannesburgo, conhecida como “Rio+10”, na qual foi formada a “Cúpula Mundial de Desenvolvimento Sustentável” pelos países participantes. O objetivo desse evento foi avaliar o progresso das metas determinadas na ECO-92, principalmente com relação à Agenda 21 e verificar os resultados obtidos pelos países participantes com a finalidade de propor alterações para que os objetivos ambientais fossem alcançados.

2011 - Na COP 17, em Durban(RSA),  foi  aprovada uma controversa extensão do acordo de Kyoto, que envolve apenas a União Europeia e mais um punhado de países e que por enquanto não tem nem intervalo de tempo definido para vigorar.

2012 - Na COP 18 , Doha(Catar), ocorreu a extensão do Protocolo de Kyoto, que o mantém ativo como o único plano que gera obrigações legais com o objetivo de enfrentar o aquecimento global, embora valha apenas para nações desenvolvidas cuja fatia nas emissões mundiais de gases do efeito estufa seja menor do que 15 por cento.

2012- RIO +20 – Ocorreu uma  ausência de definições claras sobre responsabilidades específicas, repasses financeiros e discriminação de prazos para a adoção de medidas promotoras de desenvolvimento sustentável pelas autoridades competentes em cada país e os negociadores dos países desenvolvidos e em desenvolvimento entraram várias vezes em rota de colisão, especialmente quando a discussão envolvia a liberação de recursos: o fundo de 30 bilhões de dólares para a preservação ambiental em países em desenvolvimento não foi aprovado. Por outro lado, o grande fracasso foi o falto do PNUMA (Programa das Nações Unidas para meio ambiente) não ter virado  agência como se esperava  e, em consequência, o programa continua com poderes restritos e  sem estrutura para levar adiante a efetivação de medidas práticas para preservação ambiental.

2013 - Na COP 19,Varsóvia(Polônia), deveria criar os fundamentos básicos para a construção de um novo acordo global a ser assinado em 2015, em Paris, e que irá substituir o Protocolo de Kyoto e vigorar a partir de 2020, terminou por superar as baixas expectativas das quase 200 nações presentes. As principais discordâncias giraram em torno de três aspectos: as metas para cortes de emissões, o financiamento climático e um "mecanismo" para ajudar países mais pobres a lidar com as perdas e danos causados pelo aquecimento global.


7-PRINCIPAIS PROBLEMAS AMBIENTAIS DA ATUALIDADE

-Poluição atmosférica  por gases poluentes gerados, principalmente, pela queima de combustíveis fósseis (carvão mineral, gasolina e diesel) e indústrias;

-Poluição do solo através da contaminação por agrotóxicos, fertilizantes e produtos químicos, bem como o descarte incorreto de lixo; o esgotamento do solo (perda da fertilidade para a agricultura), provocado pelo uso incorreto;

-Queimadas provocadas pela ações humanas em matas e florestas como forma de ampliar áreas para pasto ou agricultura;

-Poluição das águas dos rios, lagos, mares e oceanos provocada por despejos de esgotos e lixo, acidentes ambientais (vazamento de petróleo)  etc;

-Desmatamento com o corte ilegal de árvores para comercialização de madeira para construção, móveis, papel ou para produção de carvão vegetal;

-Perda da biodiversidade através da diminuição e extinção de espécies animais, provocados pela caça predatória e destruição de ecossistemas;

-O consumo exacerbado de água e a consequente falta de água para o consumo humano, causado pelo uso irracional (desperdício), contaminação e poluição dos recursos hídricos;

-Os gravíssimos acidentes nucleares que causam contaminação do solo por centenas de anos. Podemos citar como exemplos os acidentes nucleares de Chernobyl (1986) e na Usina Nuclear de Fukushima no Japão (2011);

-A intensificação do efeito estufa, provocando o aquecimento global, causado pela grande quantidade de emissão de gases do efeito estufa;

-A destruição da camada de Ozônio, provocada pela emissão de determinados gases (CFC, por exemplo) no meio ambiente.


8-TERRORISMO

-Assistimos cada vez mais em nossos dias as constantes ameaças terroristas pelo mundo afora. Os atentados de 11 de setembro de 2001 trouxeram ao mundo muita visibilidade para o tema e de lá para cá essas ações fundamentalistas se perpetuam.

-Fica evidente que o terrorismo é um “prato cheio “ para a mídia mundial,“para a maior visualização do terrorismo mundial, a mídia exerce um papel fundamental. Mas é evidente que também cria um sensacionalismo em torno dos terroristas [...] a mídia ajuda a justificar a legalidade e a necessidade de ações antiterroristas que, muitas vezes, levam adiante banhos de sangue e violações aos direitos humanos que atingem mais a população civil do que os próprios terroristas” (SILVA; SILVA, 2005: 398-399).

-Depois dos ataques ao World Trade Center e ao Pentágono, em 11 de setembro de 2001, inaugura-se uma nova era deste fenômeno. Nesta década que se seguiu, assistiu-se a uma proliferação de casos no Afeganistão e no Iraque, invadidos pelos EUA em 2001 e 2003, mas também mantiveram-se outros focos de atividades desta natureza, como a insurgência chechena na Rússia , ataques terroristas no metrô de Madri em 11 de março de 2004, outro ataque no metro londrino em 7 de julho de 2005  e esses últimos atentados nos EUA em 2013, na maratona de Boston no dia 15 de abril, outro ataque em setembro a um prédio da Marinha dos EUA em Washington e por fim o ataque de um atirador no aeroporto de Los Angeles no mês de novembro.


9-CRISES NO MERCOSUL

- O Mercosul vem vivenciando nesses últimos meses grandes atribulações , onde podemos destacar:

         -A morte de Hugo Chaves e a entrada de seu sucessor Nicolás Maduro;
-A entrada do novo presidente do Paraguai Horácio Cartes e a polêmica do afastamento do país das decisões do Mercosul;
-A crise diplomática do Brasil com a Bolívia devido ao caso envolvendo o senador Roger Pinto que esta refugiado em nosso país;
-A crise do governo de Cristina Kirchner com a imprensa, a questão das Malvinas e as discordâncias comerciais com o Brasil;
-A questão do aborto , do casamento gay e da descriminalização da maconha no Uruguai;
-O refugio político a Julian Assange  na embaixada do Equador em Londres.


10- OPAQ / MALALA / IRÃ e PALESTINOS X JUDEUS

- OPAQ(Organização para a Proibição das Armas Químicas ) recebeu por seus trabalhos o Nobel da Paz de 2013. 

 -MALALA- Malala Yousafzai é a paquistanesa que desafiou os talibãs e  foi baleada na cabeça aos 15 anos por defender a educação feminina. Ganhadora de diversos prêmios, a jovem foi cotada para o Nobel da Paz.

 

 

-IRÃ – Depois de oito anos de bravatas e ameaças, Mahmoud Ahmadinejad deixou a presidência do Irã em agosto de 2013 , isolado não apenas nos círculos internacionais, mas também dentro de seu próprio país. Não bastasse ter caído em desgraça com os aiatolás, Ahmadinejad deixa o cargo, como o presidente mais impopular da história entre a população iraniana, segundo pesquisas. Para analistas, seu legado é o de ter reservado um lugar cativo para o Irã na pauta do Ocidente, ainda que de forma negativa. Entre os iranianos, prevalece uma sensação de alívio tanto entre os cidadãos comuns quanto entre as autoridades do regime agora que Ahmadinejad saiu.Por outro lado, durante o discurso de posse no parlamento novo presidente do Irã, Hassan Rouhani, pediu ao países ocidentais que derrubem as sanções econômicas e políticas ao país e vem sinalizando para novos acordos que envolvem inclusive o programa nuclear iraniano.

  

 

 

Prof. Kléber Caverna