sábado, 30 de outubro de 2010

RESUMO DE ATUALIDADES

UMA VISÃO MUNDIAL

I-AMÉRICA

            -EUA : 

-governo Obama e a crise imobiliária
             -Obama ordenou a retirada de tropas norte americanas do Iraque até o final de 2011
 -Volta dos talibans ao Afeganistão e o envio de novas tropas norte americanos ao país
-A vitoria do TEA PARTY ( Taxed Enough Already ) -a vitória republicana poderá atrapalhar um pouco as articulações do governo Obama.
-Apesar da vitoria de Obama na questão da saúde pública, os republicanos do Tea Party já falam em derrubar a lei recém-acatada pelo Congresso americano.
           
            -MÉXICO:

            -os graves conflitos existentes na fronteira com os EUA          
-A morte de dois brasileiros entre os 72 corpos encontrados pela Marinha mexicana em uma fazenda perto da cidade de San Fernando, no Estado de Tamaulipas, 160 km ao sul de Browsville, no Texas (EUA).
           
            -CUBA:

-desrespeito aos  direitos humanos e políticos em Cuba
-a “abertura” cubana ao capitalismo( socialismo de mercado)
-o caso Fariñas(o opositor cubano que fez  recentemente uma longa greve de fomeGuillermo Fariñas,  ganhou o Prêmio Sakharov para a Liberdade de Pensamento, concedido pelo Parlamento Europeu,pela sua luta contra as constantes violações dos direitos humanos em Cuba.             

            -HAITI:

-o  terremoto  no dia 12 de janeiro que atingiu o país, matando
-depois do terremoto devastador do dia 12 de janeiro que matou mais de 300 mil pessoas e devastou o país, agora o Haiti vem sofrendo uma  epidemia de cólera que matou mais de 150 pessoas e deixou centenas de doentes.
-Neste terremoto morreu  Zilda Arns, uma das criadoras da Pastoral da Criança

            -VENEZUELA:

-O nacionalismo e o /populismo de Hugo Chaves.
-os conflitos com a Colômbia na região fronteiriça
-o desrespeito aos direitos políticos e a liberdade de expressão do governo Chaves
-a tentativa venezuelana de ficar um membro pleno do MERCOSUL
-a aproximação do governo Chaves com o Irã e a Rússia


            -COLÔMBIA :

-O novo presidente de direita :Juan Manuel Santos
-a presença das guerrilhas de esquerda(  FARCs e ELN) e dos paramilitares de (mercenários) da AUC.
-o Plano Colômbia e a presença dos EUA no país.
-o problema do narcotráfico na Colômbia e seus desdobramentos

            -PARAGUAI:

-as dificuldades em se vigiar e monitorar a  tríplice fronteira(Brasil/Argentina/Paraguai)
- a Questão de Itaipu binacional e o nacionalismo do presidente Fernando Lugo


            -BOLÍVIA:

- gasoduto Bolívia –Brasil
-o  chavismo de Evo Morales

            -CHILE:

-o  terremoto em fevereiro de 2010
-o  novo presidente Sebastian Piñera : a direita volta ao poder no Chile
-o soterramento dos 33 mineiros a quase 700 metros de profundidade no deserto de Atacama  e o histórico resgate feito na mina San José através da cápsula Fênix.

            -ARGENTINA:

-a  compra do Banco Patagonia foi a primeira aquisição do Banco do Brasil de uma instituição financeira internacional, mas novos negócios estão nos planos do BB. O banco brasileiro está estudando aquisições em outros países da América do Sul e nos Estados
-a  PETROBRAS na Argentina : A Petrobras patrocina o River Plate e isto não é nenhum problema uma vez que a nossa  multinacional é atuante em diversos países, principalmente na América do Sul e o patrocínio dentre outras coisas, serve para tornar a marca mais conhecida e mais “agradável” aos olhos argentinos.
-O sistema energético esteve à beira do colapso energético por causa do aumento da demanda de energia por parte dos consumidores residenciais.
-as constantes disputas comerciais com o Brasil
-as inúmeras crises no Governo de Cristina Kirchner.
-a morte do ex-presidente Nestor Kirchner, maior representante do peronismo na Argentina.

           
II-ÁFRICA:

-O MAIS EXCLUÍDO DOS CONTINENTES - CARACTERÍSTICAS GERAIS:

-Terceiro maior continente do mundo
-Localizado no centro imaginário do planeta
-75% do seu território encontra-se na zona tropical do globo
-Possui 53 países e uma possessão (Saara Ocidental)
-Existe cerca de 3 mil grupos étnicos e mais de mil línguas
-40% da população analfabeta
-Os índices de desemprego são alarmantes
-71% dos casos de HIV positivos estão na África (principalmente na região do Sahel)
-Elevada taxa de mortalidade – média de 86  por mil
-20% das crianças morrem antes de completarem 05 anos
Expectativa de vida está abaixo de 50 anos na maior parte dos países africanos, e abaixo de 60 anos, em todos os países, exceto para a África do Norte. 
-Apresenta as maiores concentrações de renda do mundo
-Apresenta os piores IDH´s do mundo
-Grande presença de conflitos étnicos
-Apesar de toda situação adversa a taxa de natalidade configura entra as maiores do mundo
                                     -Etiópia – 53 por mil
                                     -Angola – 51 por mil
                                     -A média é de 7 filhos por   mulher
OBS: A dependência econômica e a má distribuição de renda configuram nas grandes causas da miséria dos países subdesenvolvidos.
-A África é um continente com inúmeros focos de tensões que tem suas origens advindas de inúmeros motivos diferentes. Para entendermos a geografia destes conflitos temos que buscar no passado a maior parte das respostas. A maneira pelo qual o continente foi dividido na Conferência de Berlim(1884/5), pode ajudar a desvendar boa parte deste”mistério”. 

-SOMÁLIA:

-Os ataques dos Piratas Somalis a embarcações na região próxima ao Golfo de Áden e a Península Arábica assustam aos que passam por ali. O país está um caos, com inúmeras crianças passando fome e pessoas se matando por uma porção de comida nas ruas de Mogadíscio, a capital.A  pirataria  parece estar se beneficiando abertamente com essa falta de leis e com o desespero. Só neste ano, segundo oficiais somali, os lucros da pirataria chegarão a US$ 50 milhões, tudo sem pagar imposto.

            -SUDÃO:

-O conflito de Darfur no oeste do Sudão, que opõe principalmente   confrontos armados entre os grupos rebeldes, o Governo e as milícias

            -NIGÉRIA:
-A origem dos conflitos de domingo entre muçulmanos e cristãos que deixaram centenas de mortos e feridos na Nigéria não se limita apenas a disputas religiosas. Por trás da violência está, também, a briga por terra e recursos naturais.
-Pastores de igrejas evangélicas na Nigéria estão acusando crianças de serem bruxas, levando ao abuso e a crueldade indiscritíveis a crianças inocentes.Elas estão sendo abandonadas pelos pais para morrerem, isso quando não são mortas, espancadas, queimadas, envenenadas, enterradas vivas, amarradas a árvores, entre outras crueldades.
-Estima-se que cerca de 5.000 crianças foram abandonadas desde 1998, e que de cada 5 crianças abandonadas, uma acaba morrendo, e as que sobrevivem ficam em estado de choque.

            -SERRA LEOA E LIBÉRIA E OS DIAMANTES DE SANGUE:

-O termo diamante de sangue é porque para se obter os diamantes e colocá-los à venda no mercado, muito sangue é derramado, nos locais de extração. Principalmente de crianças que acabam se tornando soldados dos diamantes.Para o povo destes países só ficam o sangue, as dores e a miséria.Quem enriquece são os atravessadores e joalheiros pelo mundo a fora.

-ÁFRICA DO SUL:

-O fim da política segregacionista do Apartheid em 1992 não pôs fim às desigualdades sociais. O país é assolado por lutas tribais e uma onda de criminalidade sem precedentes em sua história, que inviabilizam a retomada da economia.
-A copa do Mundo de 2010 : (destaques)
                        -Vitória da Espanha e o vice campeonato da Holanda
-A bola Jabulani(é uma palavra da língua Bantu isiZulu que significa celebração, um dos 11 idiomas oficiais da África do Sul. A bola da Copa 2010 tem apenas oito gomos em formato 3D. Seu design possui traços africanos, misturados numa diversificação de 11 cores - o branco predomina).Na final foi usada a Jobulani.
-Zakumi: O Mascote da Copa do Mundo de Futebol na África do Sul, foi Zakumi, seu nome é uma mistura de “ZA” de África do Sul ( Na língua local ) e “Kumi” que sígnifica dez em muitas linguagens africanas.
-Nomes importantes : Nelson Mandela, Bispo Desmond Tuto e Frederick de Klerk( Todos são ganhadores do prêmio Nobel da Paz)


III-EUROPA:


PRINCIPAIS DESAFIOS PARA A EUROPA

-XENOFOBIA :

- Xenofobia quer dizer aversão a outras raças e culturas. Muitas vezes é característica de um nacionalismo excessivo. A xenofobia é um medo intensivo, descontrolado e desmedido em relação a pessoas ou grupos diferentes, com as quais nós habitualmente não contactamos.Na Europa esta prática é muito comum e vem trazendo muitos problemas para o continente.
-A Europa, tal como os restantes continentes, vive sob o impacto da globalização, de uma maior mobilidade internacional e do incremento dos fluxos migratórios. O aumento da intolerância política, religiosa e étnica bem como o desencadear de vários conflitos armados, dentro e fora do espaço europeu, provocaram a saída de inúmeros contingentes populacionais das suas terras, refugiados nem sempre bem acolhidos em ambientes que lhes são pouco familiares.
-Carências econômicas, a par de problemas sociais vividos pelos cidadãos de determinado Estado, têm contribuído para o surgimento de tensões evidenciadas sob formas de racismo "flagrante" e "subtil" contra determinados grupos, entre os quais comunidades migrantes e minorias étnicas ou religiosas (por exemplo, os ciganos, os judeus, os muçulmanos).

-TERRORISMO:

-Vários são os problemas relativos ao terrorismo no continente, onde podemos dar destaque:
Al Qaeda: grupo fundamentalista islâmico que possui financiadores para o desenvolvimento de ataques em diferentes pontos do planeta, além disso, detém ramificações da organização, configurando assim como uma atitude globalizada. Esse grupo surgiu no Oriente Médio, porém os ataques ocorrem nessa região e em outros pontos do planeta. No caso europeu a Al Qaeda foi responsável pelos atentados no metrô de Madri(11/03/2004) e em Londres(7/07/2005)
ETA (Pátria Basca e Liberdade): busca a independência territorial da França e Espanha.Neste início de segundo semestre de 2010, o ETA anunciou que iria parar com suas atividades
Ira (Exército Republicano Irlandês): luta pela saída das forças britânicas do território da Irlanda, atuava em partes da Europa, especialmente na Irlanda do Norte. Esse é um grupo católico. Suas atividades cessarão em 1998.
Grupos separatistas chechenos: grupos terroristas que buscam a independência da Chechênia em relação à Rússia, esses cometem uma série de atentados, entre eles, o atentado no teatro de Moscou e a invasão de uma escola na Ossétia do Norte, em Beslan(set/2004).No início deste ano de 2010, ocorreram novos atentados  no metrô de Moscou, onde mulheres-bomba, explodiram , matando várias pessoas.
             

A CRISE DO EURO:

-O colapso do euro, que vem amargando forte desvalorização neste ano e está no seu menor nível diante do dólar desde abril de 2006, pode ter desdobramentos “incalculáveis” para a União Europeia.
-A crise corrente enfrentada pelo euro é o maior teste que a Europa passa em décadas.
-A depreciação do euro é o desdobramento lógico da crise da dívida externa que abala os países da região, com destaque para Grécia, Portugal, Espanha, Itália e as nações do leste europeu que faziam parte do finado bloco soviético. A perspectiva do calote nesses países assustou os investidores, disseminou o pânico nos mercados e estimulou a especulação contra o euro.
-As medidas duras contra a classe trabalhadora anunciadas pelos governos da região para evitar a moratória, adicionadas aos pacotes de resgate do FMI e União Europeia, conduziram a crise para a arena política. A vigorosa oposição dos sindicatos e das forças progressistas aos planos de ajuste, destinados a garantir o pagamento dos débitos e preservar os interesses da oligarquia financeira, deixou o “mercado” ainda mais assustado.
-PIGS: A sigla é pouco lisonjeira – chamam-lhes os países PIGS, as iniciais de Portugal, Itália(as vezes aparece a Irlanda no lugar da Itália), Grécia e Espanha. São estes os quatro países que estão a dar mais dores de cabeça ao conjunto da Zona Euro, por problemas de défice, dívida excessiva ou desemprego em alta.



IV-ÁSIA:

-JAPÃO:

-O Japão está vivendo uma queda constante dos preços, sinalizando para uma forte deflação na economia do país, o que está originando uma forte paralisação na produção industrial japonesa.
-Como o consumo interno está muito fraco e os estoques das empresas muito alto, os preços estão caindo para ver se há uma procura maior, mas como a economia está sofrendo diversos efeitos da crise, como o desemprego, as famílias estão naturalmente consumindo menos.


-CORÉIA DO NORTE:

- as chantagens do ditador Kim Jong-il chamam a atenção mundial.
-outro assunto em destaque é a transição de governo do ditador Kim Jong ILL para o seu filho Kim Jong-um.

-CHINA:

-Desde o final da década de 1970 que a China começou o seu processo de abertura parcial de sua economia:  socialismo de mercado/socialismo com concessões ao capitalismo.
 -Apesar da abertura econômica, a China continua sendo uma ditadura do PCCh- Partido Comunista Chinês
-O  desrespeito aos direitos humanos; ambientais; políticos e comerciais ainda são flagrantes nesse país.
-Outro problema é o fato de sua moeda está muito desvalorizada em relação as moedas estrangeiras e com isso fica muito difícil competir com a China.
O  problema demográfico no país ainda é muito grave. Existem, mais homens que mulheres e isso vem afetando a economia e futuramente a própria composição da população chinesa. Um dos motivos que levaram a esse impasse é a política do filho único, que mesmo hoje sendo flexibilizada, ainda repercute bastante na hora de se ter um filho. Geralmente as meninas são descartadas.A China já foi até mesmo acusada de infanticídio feminino.
-A  competição desleal no comércio mundial é outro entrave para a OMC.
-A questão doTibet é outro fato difícil de ser solucionado, devido as riquezas minerais na região, o que faz com que a China não abra mão do controle do Tibet.
-O prêmio Nobel da Paz de 2010 foi dado ao  dissidente chinês Liu Xiaobo, um poeta e professor de literatura, Liu cumpre uma sentença de 11 anos por "incitar a subversão ao poder do Estado", após assinar um manifesto em 2008 no qual defende uma reforma democrática na China. Liu foi escolhido entre 237 nomeados e tem direito a um cheque no valor de US$ 1,6 milhão, aproximadamente R$ 2,68 milhões. Liu receberá o prêmio por seu longo trabalho não violento em favor dos direitos humanos na China.


-INDONÉSIA:

-Um  tsunami atingiu a Indonésia no neste final de outubro   provocou mais de 400 mortos, de acordo com o último balanço das autoridades. Ondas de três metros varreram várias aldeias costeiras do arquipélago de Mentawai, composto por cerca de 70 ilhas. Várias encontram-se parcialmente submersas. A Cruz Vermelha Internacional e as autoridades indonésias estimam que haja, pelo menos, quatro mil casas destruídas. O tsunami foi provocado por um sismo de magnitude 7,7 na escala de Richter, a 149 quilômetros a sul da cidade de Padang, na ilha de Sumatra.

-PAQUISTÃO:

-As chuvas e as enchentes que castigaram o país mataram centenas de pessoas e afetam 13 milhões, ultrapassando os danos causados pelo tsunami que atingiu o sudeste asiático em 2004. A catástrofe no Paquistão --que se iniciou numa Província no norte e  se espalhou por diversas outras áreas, inclusive rumo ao sul do país-- é maior do que o terremoto que atingiu o país em 2005 e o que devastou o Haiti no início deste ano.As chuvas e as inundações atingiram o país no mês de agosto e entrou por setembro a dentro.

ORIENTE MÉDIO:

-O Oriente Médio correspondente a uma área de tensão constante pelos interesses que desperta nas principais nações do Globo, principalmente dos pontos de vista político, econômico e estratégico.
-A Região mostra grande complexidade étnico-cultural. A posição geográfica é privilegiada, pois permite acesso fácil aos demais continentes.
-Os conflitos são constantes no Oriente Médio. Em muitos casos o fundamentalismo (radicalismo) provoca atitudes extremas no cotidiano da Região.
-O Ocidente, em grande parte, também pode ser responsabilizado pela instabilidade nessa área. O petróleo é um dos produtos de maior interesse dos países ocidentais.
-Dizer que os conflitos existentes no Oriente Médio são exclusivamente religiosos e que só eclodiram nas últimas décadas é, no mínimo, desconsiderar os milhares de anos de história das civilizações que aí se desenvolveram ou que dominaram o Oriente Médio, na forma de grandes impérios.
-As questões geoestratégicas, como ponto de ligação dos continentes – Asiático, Europeu e Africano –, facilitando a integração por via terrestre e marítima e as condições naturais, com grandes desertos, implicando baixa oferta de água potável, solos férteis e rios perenes, vieram a se somar nas últimas décadas à descoberta e exploração da maior reserva, até agora conhecida, de petróleo, em seu subsolo (Golfo Pérsico).

CASOS ESPECIAIS : ORIENTE MÉDIO

-AFEGANISTÃO:

-Após o 11 de setembro, os EUA atacaram o Afeganistão e tiraram do poder os talibans. Depois de vários anos sob a tutela norte americana, o país fez eleições “democráticas” e tentou ser mais aberto pra o ocidente.Com o passar do tempo, grupos contrários a presença dos EUA no país começaram a atacar o exército dos EUA no Afeganistão e até mesmo os Talibans estão voltando .
-o presidente Obama(EUA), foi obrigado a mandar novas tropas para o país.
-Um grupo de geólogos americanos, em parceria com o Pentágono, encontrou cerca de US$ 1 trilhão em minerais valiosos no Afeganistão. Os maiores depósitos descobertos são de ferro e cobre, e as quantidades são suficientes para fazer do Afeganistão um importante produtor mundial de ambos. Outras descobertas incluem grandes jazidas de cobalto, nióbio, ouro e lítio

-IRÃ:

-o governo radical Do presidente Mahmoud Ahmadinejad e do Aiatola Ali khamenei
-o caso Sakineh Mohammadi Ashtiani : o  presidente Luiz Inácio da Silva fez um apelo ao presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, pela vida de Sakineh Mohammadi Ashtiani, que foi condenada à morte por apedrejamento por supostamente cometer adultério.Segundo a Anistia Internacional, a iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani foi condenada em maio de 2006 de ter mantido uma "relação ilegal" com dois homens. Ela recebeu a sentença de 99 chicotadas por essa condenação, e a pena foi cumprida. Mãe de dois filhos, a mulher de 43 anos acabou sendo julgada novamente pouco tempo depois e recebeu uma segunda condenação, dessa vez por adultério. Ela foi sentenciada à morte por apedrejamento. No julgamento, Ashtiani negou ter cometido adultério.
-a questão do enriquecimento de urânio e as sanções mundiais ao país : O Irã comunicou oficialmente em fevereiro de 2010  à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sua decisão de começar a enriquecer urânio a 20%, porém vários países ocidentais acusam o Irã de tentar produzir armamento nuclear sob o pretexto de um programa nuclear civil, o que Teerã nega.
-o presidente do Irã é acusado de dar apoio ao terrorismo internacional.

-IRAQUE:

-o anúncio dos EUA que irão retirar suas tropas até o final de 2011
-os constantes ataques de rebeldes a alvos estrangeiros ou aos simpatizantes dos norte-americanos.


-ISRAEL x PALESTINOS:

-No dia 27 de dezembro de 2008 Israel empreendeu os primeiros ataques a Faixa de Gaza, alegando que se tratava de uma resposta aos disparos quase diários de foguetes por parte do grupo radical islâmico Hamas sobre Israel.Os ataques israelenses são os mais violentos dos últimos tempos , sendo o Hamas o alvo dos ataques, porém, muitos civis acabaram vítimas dos bombardeios de Israel.O plano básico de Israel seria forçar o Hamas a uma nova trégua, como aquela rompida em 19 de dezembro de 2008. Sua principal tática seria o fechamento de Gaza. -Depois de muitos protestos internacionais, no dia 21 de janeiro/2009 o exército israelita concluiu a sua retirada da Faixa de Gaza, sendo que este conflito deixou um saldo de 1330 mortos palestinos e 5450 feridos.
-Israel ataca uma flotilha humanitária e mata 10 ativistas que levavam ajuda internacional a Faixa de Gaza, território palestino bloqueado por Israel desde 2007.


Professor Kléber


.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Análise dos cientistas políticos: Dilma evolui e Serra não convence

Por André Mascarenhas, do estadão.com.br, estadao.com.br, Atualizado: 26/10/2010 2:32

SÃO PAULO - Cientistas políticos convidados pelo Radar Político para assistir ao debate da TV Record concordaram na análise de que a petista Dilma Rousseff 'cresceu' ao longo dos últimos debates, enquanto o tucano José Serra se perdeu na tentativa de parecer um político carismático. Na avaliação de Carlos Melo, do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), e José Paulo Martins, da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, o encontro desta segunda-feira, 25, começou tenso, com todos os ataques de ordem ética concentrados no primeiro bloco para aproveitar o pico da audiência.
'Ele foi muito mais agressivo, mas não golpeou a ponto de ela ficar grogue', disse Melo ao avaliar a primeira parte da atração. Para Martins, os candidatos apostaram em mais do mesmo. 'O que vêm agora? Tudo o que já era esperado veio no primeiro bloco', questionou.
Para os cientistas políticos, a estratégia era atingir um maior número de pessoas antes que os televisores começassem a ser desligados, com o avançar das horas. 'No primeiro bloco você tem que mostrar um certo ímpeto', analisou Melo.
Segundo o cientista político do Insper, Serra estava 'mais agressivo do que nos outros debates'. 'Ele não tem outra alternativa a não ser roubar os votos dela. Mas é arriscado atacar', acrescentou Martins, para quem o eleitor identifica o problema da corrupção em governos do PT e do PSDB.
Foi, inclusive, essa a avaliação de Melo quando os casos mais recentes envolvendo os dois candidatos surgiram no debate, ainda no primeiro bloco. 'Quem com Erenice fere, com Paulo Preto será ferido', brincou o analista do Insper, após Serra citar as suspeitas de tráfico de influência envolvendo a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra. O ataque foi prontamente respondido por Dilma, que lembrou o suposto desvio de recursos de caixa dois da campanha tucana pelo ex-diretor da Dersa Paulo Petro. Privatizações. No segundo bloco, ganhou força o tema privatizações, que foi puxado pelo próprio tucano, numa clara estratégia de se manter no ataque. Na análise dos cientistas políticos, a tentativa de Serra de criticar uma suposta privatização do pré-sal pelo PT soou esquizofrênica, uma vez que vai contra as bandeiras históricas do PSDB.
'Serra vestiu a carapuça e agora quer ser mais realista que o rei, mais estatista que o PT', resumiu Melo. 'Vai contra a base social do PSDB', acrescentou. Na opinião do analista, a estratégia não agrega votos a Serra pois 'a base social do PT já está com Dilma'. Evolução. Na avaliação dos dois cientistas políticos, o debate desta segunda consolidou a evolução de Dilma ao longo dos últimos debates. 'Eu diria que a novidade é a segurança da Dilma', disse Martins. 'Mas acho que as pesquisas ajudam um pouco', acrescentou.
Ainda segundo eles, a tentativa de Serra de soar carismático não funciona. 'O problema é que o Serra tem um perfil... Ele é a figura racional por excelência. Quando ele faz esse discurso muito emocional, você não o reconhece', disse Melo, para quem 'Dilma tem milhões de defeitos, mas é impressionante como ela aprende rápido'.


MEU COMENTÁRIO

E AGORA, SERRA?



É incrivel como nem mesmo o PSDB está reconhecendo o seu candidato. Ele diz que não é a favor de privatizações, mas o seu partido é historicamente neoliberal( busca a menor presença do Estado na economia / Estado mínimo).


Em seus debates com Dilma, sua aposta é na agressão e na volta ao período feudal, com discussões que têm como temas preferidos: o aborto e o casamento homossesual. Isso não é assunto para um debate entre candidatos à presidência. Na verdade, esses assuntos são importantes, mas o nosso país não se resume a esses temas. 

Quem é o verdadeiro Serra? Aquele que é racional e pragmático, ou o novíssimo Serra desse último debate? No dia 25/10, ele tentou ser um homem  emocional e carismático. Não combina com ele. 

É, Serra, quem não te conhece pode até te "comprar", mas pode ter certeza de que tudo oferecido por você aos seus eleitores é "gato por lebre".

                                    Professor Kléber S Carvalho

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

COMO DESFIGURAR UMA NOTÍCIA



NÃO DEIXE DE ASSITIR A ESSAS DUAS VERSÕES DA
MESMA NOTÍCIA E VEJA COMO A REDE GLOBO
MANIPULA AS INFORMAÇÕES DE ACORDO COM
OS SEUS PRÓPRIOS INTERESSES.

ISTO É QUE É  "JORNALISMO IMPARCIAL".

QUANTO CUSTA UM POLÍTICO NO BRASIL?


E aí? Se você vota errado, o preço pelo seu erro é muito alto.
 Já imaginou quanto custaria o voto errado para governador ou presidente?


.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO E MEDIEVAL ESTÁ CHEGANDO EM NOSSO PAÍS?


O FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO E MEDIEVAL ESTÁ CHEGANDO EM NOSSO PAÍS?


            O fundamentalismo religioso está querendo nos engolir e o Brasil  parece ter recuado à época da inquisição, no período feudal. Nosso país é um Estado Laico e nenhuma religião pode ditar ou interferir nas normas que regem nossa Constituição. São muitos os exemplos de situações em que grupos religiosos querem impor os seus pontos de vista e desrespeitarem a Carta Magna.
 Se não bastassem alguns pastores que se esquecem de Deus e olham mais para os seus próprios bolsos, a ponto de presenciarmos uma oração de agradecimento pela "propina nossa de cada dia", encontramos alguns religiosos católicos nos desrespeitando com atos ilícitos e discursos pseudo-moralistas. A opinião pública nacional e mundial já viu por muitas vezes o quanto “sangra” a igreja católica,diante de religiosos vivendo no submundo e quebrando os seus votos de castidade e pobreza.
É incrível como alguns pastores evangélicos enriquecem da noite para o dia, criando verdadeiras dinastias capitalistas de ostentação econômica, tudo em nome de Deus. Abusam da boa fé das pessoas para enriquecerem e se esquecem das palavras de São Mateus (19,24): “Eu vos repito: é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus.” Os seus cultos parecem mais um programa de auditório, e muitas vezes estes senhores desfilam travestidos da áurea da imaculada perfeição. São verdadeiros “donos da verdade e da salvação”, estando acima de tudo e de todos. Julgam as pessoas e sentenciam quem vai para o “inferno”, e ao mesmo tempo, elencam os escolhidos a “viverem a eternidade ao lado de Deus”.
Por outro lado, surgem religiosos católicos reacionários/medievais que, inves de olharem para o próprio umbigo e verem o quanto a igreja católica desanda em escândalos sexuais, envolvendo pederastia e pedofilia, partem para cima de todos aqueles cujo pensamento destoa dos deles. Se a opção sexual do padre é homossexual ou heterossexual, isto não é da minha conta. O padre faz um voto de castidade e se ele quebra o pacto feito quando é ordenado, é melhor que saia da igreja. Quanto à pedofilia, aí são “outros quinhentos”.Deixa de ser opção sexual e passa a ser crime contra a inocência da infância.Para mim, o pedófilo deve ser tratado como um transgressor das leis e se ele é doente ou não, são os especialistas (médicos, psicólogos,psiquiatras), aqueles responsáveis e mais capazes de dar o veredicto e aplicarem as medidas cabíveis ao código penal. 
            Nosso Estado não é teocrático e, se pastores e padres estão levando para dentro de suas igrejas a política partidária, não podem se esquecer de um detalhe importantíssimo, nosso país preconiza em sua Constituição um Estado LAICO. Um Estado laico é muito mais democrático, pois permite a livre manifestação de credos, bem como acolhe também aqueles que não se encaixam em nenhuma religião ou credo. Os impostos são pagos por todos e, é claro, também pelos ateus. Conheço muitos cidadãos ateus e posso lhes garantir que fazem muito mais por nosso país e pelo próximo, principalmente, quando comparados a muitos padres e pastores. Existem cretinos em todas as sociedades, sejam eles ateus ou não, mas, antes de jogar a primeira pedra, devemos averiguar se ela não poderá cair em “nossos telhados”,muitas vezes de “vidro”.
            É evidente o papel da igreja de ajudar na formação ética e moral das sociedades, mas existem formas diferentes de tratarmos da política, mesmo na igreja. Transformar os fiéis em “ZUMBIS” a favor do maniqueísmo doutrinário que dividi o mundo entre o certo e o errado é muito perigoso, principalmente quando o certo ou errado não é definido pelo todo e sim por uns poucos “privilegiados” dominadores da palavra e semeadores de  pensamentos e convicções.
            Finalizo dizendo aos muitos pastores e religiosos católicos, não inclusos nestas situações explicitadas anteriormente e não merecedores das minhas duras críticas, que, quando o nome de Deus é usado de forma correta, a credibilidade dos valores passados são muito mais facilmente assimilados e disseminados mundo a fora, mas, quando em nome de interesses escusos, Deus é usado como um trampolim para a autopromoção e difusão de ideologias político-partidárias, resultando na subserviência por parte daqueles que, como “ovelhas dóceis e alienadas”, são conduzidas pelos seus pastores  para um lugar seguro ou para o abate, a religião deixa de ser um prestador de serviço para o bom senso e a cidadania, se transformando em um instrumento de alienação. 


Professor Kleber S. Carvalho


.





sábado, 16 de outubro de 2010

AGORA TENHO MEDO... DO SERRA

AGORA TENHO MEDO... DO SERRA
NONATO MENEZES 
Ainda corta fino aquela imagem com a voz da apavoradinha do Brasil dizendo ter medo do Lula, caso ele fosse eleito Presidente da República. Ficou a cena da espalhadeira de medo, bajulando os que ainda se sentem na Casa Grande. Passou por ridícula, porque o povo já saiu da Senzala e como ela não percebeu, deve ter colhido uma mancha na sua biografia por ter se mostrado tão claramente reacionária. Não deu certo. Sobrou-lhe o troféu estupidez.
Pouco me importa a vida pessoal de qualquer candidato que eu venha a votar. Voto, não por interesse pessoal, para ter algo em troca. Meu voto é uma questão de Estado. Voto para ajudar conduzir alguém ao poder para legislar ou administrar a coisa pública. Por isso voto em quem, em princípio, tem uma vida de ação política, por mais simples que seja. E, claro, em benefício da Nação, em respeito aos Direitos e à nossa soberania. É o feito que tem meu voto, não o dito. Simpatia, antipatia, feio, bonito, não me esperam na urna. Então, o medo que me refiro no título é o "medo público": social, econômico e político. Por isso... tenho medo do Serra como presidente da República. Conclamo, então, a quem tiver coragem e paciência de ler este escrito que, no mínimo, prove o contrário do que abaixo está dito. Ou, se não tiver como, repense o ato de votar.
Administração Serra na Capital Paulista, Folha de São Paulo 23/09/2005. A Prefeitura constrói rampa "antimorador de rua" na Avenida Paulista, com o argumento de a área ser um cartão postal da cidade e para segurança da população. A diferença com o que foi feito por Goering, Goebbels, Himmler e Adolf Hitler está na forma. A essência é a mesma, porque se trata do fator humano. Os homens públicos, apoiados no poder de Estado, não devem e não podem fazer o mal. Se fazer o bem não for possível, que permaneça o desconforto daqueles que pelos motivos que a vida os fazem existir, assim continuem. Conservar a miséria, de quem quer que seja, não pode produzir conforto para as pessoas que administram a coisa pública. Contribuir para piorar a vida de quem vive na sarjeta é cruel, é desumano. Assim, aquilo feito pela Prefeitura comandada por Serra só difere no método de matar. Foi feito com sutileza, como algo sem importância, mas que tortura e mata. São as condições provocadas que destroem a vida.
Revista Piauí, 2006. "Dez dias depois, Serra falou sobre o conto. Viajara ao Rio para participar de um seminário internacional de finanças, no qual foi apresentado como aquele 'que lidera todas as pesquisas na sucessão do presidente Lula', e de um jantar. Era quase meia-noite quando entrou no carro e tomou o rumo do aeroporto, onde o jatinho do governo paulista o aguardava para levá-lo de volta. Ao sentar, imediatamente pegou um frasco de álcool, à sua disposição no bolsão do assento do passageiro, e limpou as mãos. A gripe suína não existia ainda: há anos ele tem o hábito de lavar as mãos várias vezes ao dia, sobretudo depois de cumprimentar estranhos; quando não pode, usa álcool".
Em ato recente. "O problema da baixa qualidade do ensino de São Paulo, segundo disse José Serra ao SPTV da Rede Globo, em 2006 (quando era candidato a governador, depois de ter abandonado o mandato de prefeito) era a "migração". Supostamente de nordestinos.
Qual a solução? "Dois professores na sala de aula", que o próprio candidato admite mais tarde que não eram dois professores, mas um professor e um estagiário".
Há quem diga que Serra não tem projeto para o ensino. Engano. Tem, sim. É o mesmo adotado em oito anos de mandato de FHC com as empresas estatais produtivas. Só que o ensino não se põe em leilão e é temeroso, sobretudo, para quem é covarde, defender em público sua privatização. Então, sem que muitos percebam, a política de precarização vai avançando e toma corpo em todos os indicadores educacionais, do salário dos profissionais em educação à relação professor/aluno. O resultado está claro no Estado de São Paulo. Como os responsáveis por aquela política não têm argumentos para defender o que produziram, oferecem discurso idiota, como o de dois professores em sala, sem sequer saber o que isso possa significar.
A liderança de Serra no movimento estudantil foi maculada logo no primeiro aperto. Sem coragem de defender o que pregava, fugiu para o Chile, no período da ditadura. Na verdade, se escondeu. Apenas buscou a proteção do ambiente externo. Outros que foram forçados a saírem do País, não ficaram calados. Uns se articularam politicamente. Outros compuseram músicas e cantaram em protesto. Outros escreveram. Estes não ficaram calados, esperando a onda passar. Serra, ao contrário, não escreveu uma linha, não há registro sequer de uma manifestação política sua contra o Regime. Esperou a calmaria e voltou para receber o carimbo de exilado. Por isso muitos dizem que Serra tem um passado de esquerda. Mentira. Quem é de esquerda não é covarde. Quem é de esquerda, morre de esquerda. Quem é de direita pode, eventualmente, se dizer de esquerda, mas não demora, tira a máscara. É o oportunismo que define sua índole. Por que vemos tantos que dizem ter sido de esquerda e hoje são de direita? E ao contrário isso não ocorre?
Por estes e por tantos outros motivos, tenho medo do Serra como Presidente da República. E, acima de tudo, tenho medo porque ele é um cidadão de direita, com ação de direita e oportunista. E quem o apoia é tal e qual; como o jornal O Estado de São Paulo, que fez questão de declarar apoio a esse candidato. E para quem tem dúvidas sobre o que pensa e o que faz os responsáveis por esse jornal, relembre-se desta posição defendida décadas atrás.
"O escritor Monteiro Lobato, aflito com a incultura e particularmente com contingente de iletrados, solicitou aos donos de "O Estado de S. Paulo" que o jornal fosse utilizado na luta para vencer o vergonhoso quadro de milhões e milhões de analfabetos no país. Após muito pensar, um dos proprietários respondeu ao criador do Sítio do Pica-pau Amarelo, provavelmente com o mesmo tom com que hoje condenam o voto dos pobres a uma espécie de sub-voto: "Ô Lobato, mas se todo mundo aprender a ler... quem é que vai pegar no cabo da enxada?"
"A ideologia da direita é o medo", como dizia Simone de Beauvoir. Somados ao medo, vem o desprezo pelas pessoas, a arrogância e tantos outros adjetivos cretinos. É por isso que tenho medo... do Serra.