domingo, 31 de março de 2013

TUDO QUE VOCÊ GOSTARIA DE SABER SOBRE A DATA DA PÁSCOA :


TUDO QUE VOCÊ GOSTARIA DE SABER SOBRE A  DATA DA PÁSCOA :

Você já se perguntou por que a Páscoa muda a cada ano, entre os dias  22 de março e 25 de abril?


Na verdade, a Páscoa  cristã tem relação com Páscoa judaica (o Pesach), onde ns concepção cristã, a festa marca o dia da ressurreição de Cristo, em um domingo e na  tradição judaica, celebra-se a fuga dos judeus do Egito, liderados por Moisés, rumo a Terra prometida.Porém,as duas datas não são celebradas no mesmo dia.

Historiadores dizem que  há registros de que até o século II, muitos cristãos celebravam a festa no dia 14 de Nisan do calendário judaico, mesma data do Pesach     ( alguns grupos passaram a celebrar a Páscoa no domingo após o Pesach, 'porque viam a data como independente, uma nova celebração ligada exclusivamente à ressurreição de  Cristo).O que ficou convencionado foi o fato de que  Páscoa seria celebrada no domingo após a primeira lua cheia da primavera, guiando-se pela data do equinócio(primavera para  o hemisfério Norte e outono para o hemisfério Sul


No ano de 325 d.C., ocorreu o Primeiro Concílio de Niceia, convocado pelo imperador Constantino e essa foi  uma tentativa de unificar as normas e a tradição cristã, que havia sido feita religião oficial do Império Romano em 312 d.C..O concílio decidiu que todos os cristãos deveriam celebrar a Páscoa na mesma data e que esta seria separada do Pesach.

Mas aí surgiu um problema em se separar a Páscoa do Pesach, relacionado ao novo método de como se calcular a data da festa com antecedência, já que a astronomia em Roma não era tão desenvolvida e a festa estava relacionada ao ciclo lunar.Esse impasse foi resolvido ao fixar datas eclesiásticas', diferentes das datas astronômicas.
Fixou-se a Páscoa no primeiro domingo após a primeira lua cheia 'eclesiástica' após o equinócio da primavera.As datas 'eclesiásticas' tendem a seguir o tempo lunar, mas excepcionalmente o Pesach e a Páscoa acabam sendo celebrados com uma distância maior.

Até o não de 1582, usava-se na Europa o calendário juliano (em honra a Júlio César), baseado no ano solar, porém,  o calendário juliano superestimava o ano solar em três dias, por quatro séculos' e isso ocasionava distorções e a contagem equivocada fez a Páscoa ser celebrada no verão europeu no século XVI


No ano de 1582, o Papa Gregório XVIII procurou  corrigir o erro e estabeleceu um novo calendário, o gregoriano, que está em uso até hoje.Por esse novo calendário, os  dias do ano foram limitados a 365 (366 nos anos bissextos) e foram 'extintos' dez dias na contagem.(Curiosidade: quem dormiu na noite do dia 4 de outubro de 1582 acordou oficialmente na manhã do dia 15 de outubro).

Mas a confusão continua até hoje, pois o calendário não foi seguido por todos e cristãos ortodoxos continuaram a usar o calendário juliano.O certo é que a  Páscoa é hoje celebrada em datas diferentes por judeus, católicos e cristãos ortodoxos.



Prof. Kléber


                                                      "Ao verde de nossas matas e pedras preciosas"



Nenhum comentário:

Postar um comentário